COMPREENDA SE PUDER

Equipe: Leste 01

 

Tudo o que se refere ao Reino de Deus está revestido de uma aura de surpresa e contrastes. A Palavra de Deus até que nos faculta pensar que ele consiste mais em coerência de atitudes e comportamentos com a vida prática de cada qual. Não por nada que o Mestre assegura: “O Reino de Deus está dentro de vós” Lc 17,21.

Novamente aparece a ambiguidade, tão familiar ao ser humano. O que está tão perto, ao mesmo tempo, se faz tão distante de nós. Por vezes, parece que intelectualmente entendemos tudo. No entanto, quando tentamos tomar posse da palavra de Jesus: “Como aconteceu nos dias de Noé, assim também acontecerá nos dias do Filho do Homem” Lc 17,26, ou quando o Mestre nos coloca o Anti-Reino: “Eles comiam, bebiam, casavam-se e se davam em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca.” As consequências dessas atitudes e comportamentos, Jesus assim as define: “Então chegou o dilúvio e fez morrer todos eles” Lc 17,27.

Reforçando Sua pregação, o Mestre prossegue com outro exemplo: “Acontecerá como nos dias de Ló: comiam e bebiam, compravam e vendiam, plantavam e construíam”, Lc 17,28, tudo isso, porém, sem se preocuparem com os diversos sinais que manifestavam a aproximação da ira do Senhor. Eis porque, “no dia em que Ló saiu de Sodoma, Deus fez chover fogo e enxofre do céu e fez morrer todos” Lc 17,29. Jesus não hesita em confirmar Sua posição: “O mesmo acontecerá no dia em que o Filho do Homem for revelado” Lc 17,30.

Se até esse momento as pessoas não aprenderam a se desapegar, talvez não consigam mais aprender a lição. Isso porque, “quem estiver no terraço não desça para apanhar os bens que estão em casa”, e “quem estiver nos campos não volte para trás” Lc 17,31.

O Mestre fala também da necessidade do desapego até da própria vida: “Lembrai-vos da mulher de Ló. Quem procura ganhar a sua vida vai perdê-la, e quem a perde vai conservá-la” Lc 17,32-33.

A vigilância recebe também seu lugar de destaque na pregação de Jesus: “Eu vos digo, nesta mesma noite dois estarão numa cama: um será tomado e o outro será deixado”, e para, tirar toda dúvida, aduz: “Duas mulheres estarão moendo juntas: uma será tomada e a outra será deixada” Lc 17,34-35. E, tranquilamente, o Nazareno acentua Sua tese: “Dois homens estarão no campo: um será levado e o outro será deixado” Lc 17,36.

Estas dicas todas, como não poderia deixar de ser, provocaram a curiosidade dos discípulos que, ávidos, interrogaram: Senhor, onde acontecerá isso?” Lc 17,37.

Como quase sempre, Jesus responde indiretamente apresentando mais um símbolo, nem tão animador assim: “Onde estiver o cadáver, aí se ajuntarão os abutres” Lc 17,37.

Retomo meu pensamento: O Reino de Deus tem tudo a ver com nossas atitudes e nossos comportamentos. Ele acontece no dia a dia.

Obrigado, Jesus amado, por tantas e tão maravilhosas lições, Pe. Jacob, MSF.


16-07-15: LAUDECIR E GILCE

14-09-14: Queridos Amigos, Queremos agradecer a Deus pelo... CARLOS E JAQUELINE

20-07-13: "Vivenciar este fim de semanafoi uma benção ... Juliana e Marcelo, Teresena-PI

04-07-15: Pe. Jacob, MSF.

10-09-14: Algo significativo de ter vivido esse fim de seman... Rodrigo e Glaudia

20-07-13: "Durante o FDS, éramos como namorados, falávamos s... Antonio e Valeska, Nova Iguaçú-RJ

14-11-14: Pe. Jacob, MSF

25-08-13: "O FDS... Desafiou-me profundamente na forma que v... Frei Gilberto Matos, Brasília