Rio de Janeiro-RJ

A implantação do Encontro Matrimonial Mundial no Rio de Janeiro começou quando o Padre Aloysio Penna S.J., Reitor do Colégio Santo Inácio, participou de um FDS, fora do Rio de Janeiro (não consta à cidade), e acreditando no valor do diálogo, e como o Encontro enriqueceria os casais e os sacerdotes,..., em fim todo o Rio de Janeiro, seria contagiado pelo "Sonho de Transformar o Mundo", e motivado pelo "Sonho",começou a recrutar casais, que eram pais de alunos do Colégio Santo Inácio. Desde 21 a 23 de agosto de 1981, os cariocas começaram a sonhar mais, resgataram o seu amor de casal, vivenciando o amor de Jesus em sua relação matrimonial, com a realização do primeiro FDS, com a equipe importada, com o querido Padre Penalva, dois casais mineiros (Gil e Leninha, Mário e Clara), e um casal paulista (Jose e Irani ), participando 29 casais, realizado na Casa da Gávea. Os cariocas ficaram tão apaixonados pelo "Sonho", e inspirados pela ação do Espírito Santo, desafiaram 24 casais a fazerem o segundo FDS, no mês seguinte (18 a 20/09/81), novamente com ajuda dos casais mineiros e paulistas. A Boa Nova ia se alastrando, com a coordenação de um casal Aloysio e Marília, que mesmo sem ser equipe, foi fiel ao "Ideal" do encontro, juntamente com dois casais recrutadores (Mauro e Marília, Ana e Jaime).
Os casais do Rio de Janeiro são muito gratos aos casais que vieram de outras Dioceses sem medir esforços para a implantação do EMM nesta cidade, como podemos observar pela forma carinhosa que se direcionam a estes casais:

Em 1982, surgiu o primeiro jornal e uma das matérias dizia: “Um Mundo Novo no Rio - O Rio está sendo ‘tomado de assalto’, por alguns casais e sacerdotes que vivem profundamente suas Vocações”.
E na matéria deste jornal foi mencionada também a admiração que os casais do Rio têm pelos casais que trabalharam nos fins de semanas dedicando-se a esta cidade:

           “Eles vêm vindo de Minas Gerais, São Paulo, Paraná. Não são muitos e suas atividades parecem estar limitadas a uns poucos fins de semanas, nos quais passam por nossa cidade testemunhando um grande amor. A cada FDS que se realiza, nossa cidade começa a mudar um pouquinho. A mudança provavelmente ainda não foi percebida por muitos, mas já se faz sentir em alguns lares, agraciados por uma visão Cristã no Matrimonio”.

Em abril de 1982 foi realizado o quarto FDS, ainda com casais de outras Dioceses (os Patos Selvagens), mas com a felicidade da estréia de um sacerdote, Padre Aloysio Penna, o sacerdote que trouxe “O Sonho de Transformar o Mundo” para o Rio de Janeiro. Logo após se realizou o primeiro FDS Profundo, com a equipe formada pelo “nosso querido e saudoso” Padre Bugatti, e o casal João Carlos e Célia (que se dedicaram para a implantação do encontro no Rio), com a participação de 15 casais e 5 sacerdotes, sendo 9 casais e 2 sacerdotes do Rio, que assumiram a missão de implantar um Núcleo do Encontro.
 Para felicidade dos cariocas quando o Rio de Janeiro comemorava seu primeiro ano do EMM, no mês de agosto (20 a 22/08/82), se realizava o quinto FDS. Com a participação do Padre Aloysio Penna, mais a estréia de dois casais equipes, participando também, João Carlos e Célia. Participaram do encontro 31 casais, com o primeiro casal de Niterói participando do FDS.
A maioria dos casais que participavam no início era da zona sul, mas o "Sonho" foi se alastrando, chegando na Tijuca, zona norte, em Jacarepaguá, zona oeste, Niterói, aos poucos chegando na Ilha do Governador, e outros bairros. 
Em 25 a 27 de maio de 1984, foi realizados o décimo terceiro FDS, com a equipe de casais do Rio de Janeiro, mas houve a participação de dois sacerdotes transmitindo o FDS, começou com o Padre Aloysio Penna até Sábado antes do almoço, pois o mesmo foi para Paulo Afonso, onde foi ordenado bispo daquela cidade, deixando o Frei Alcides, de Curitiba, como substituto até no Domingo, na hora do almoço, com este acontecimento se experimentava o como o ED, era também  importante para esses dois sacerdotes, e nesse FDS marcava-se a despedida do bispo Dom Aloysio Penna.
 
    No ano de 1988, houve muitas estréias de casais equipes, como outros, foram levar a missão para outros lugares, mesmo tendo estreado 16 casais equipes, a pressão de uma grande cidade era muito forte, e ficaram 8 casais equipes, mas lutando cada vez mais pelo seu relacionamento, cumprindo com a missão de ser “luz” no mundo. Para alegria dos sonhadores o FDS ia se alastrando para os cariocas, e a paixão era tanta que começou atingir mais intensamente a cidade de Niterói, levando até Teresópolis, que era o grande “Sonho de Frei Laudelino”, e era a cidade onde ele vivia. A luta pelo “Sonho” continuava, foram muitos os “D. Quixotes”, todos grandes lutadores, que estavam sempre dispostos a “vencerem o mal”, através de serem fiéis ao seu Sacramento, experimentando o amor de Jesus em seu relacionamento.
            Vale ressaltar a paixão que os casais do rio de Janeiro têm pelo EMM, que mesmo possuindo dificuldades continuaram e continuam lutando para realizar o sonho dos dialogueiros que é o de “transformar o mundo”:                         
        

20 a 22 de maio / 2016
Diocese do Rio de Janeiro

10, 11 e 12 de abril de 2015

A Diocese do Rio de Janeiro promoveu o
Fim de Semana nº 185, primeiro da
expansão de Itaguaí. O mesmo foi realizado
na Praia do Bananal, Ilha Grande/RJ.
Diocese do Rio de Janeiro 

28/03/2015

Veja as fotos da Ceia Pascal - realizada na paróquia
do Padre Jacob - Igreja Nossa Senhora da Ajuda,
Praça Calcutá, nº 23 - Freguesia - Ilha do Governador - RJ.
FORMAÇÃO LINGUAGEM DO AMOR